Social Icons

15 de mai de 2014

Psicopata mata escrivã a facadas e fere gravemente investigadora em Caxias

Caxias inteira está estarrecida com o bárbaro crime ocorrido ao meio-dia desta quinta-feira, 15, dentro da Delegacia da Mulher, no centro da cidade.Francisco Alves Costa, 42 anos, matou a facadas a escrivã de polícia Loane Maranhão Silva, 28 anos e feriu gravemente a investigadora Marilene Santos Almeida.Francisco Costa trabalha como gari da Prefeitura de Caxias e contra ele pesa a acusação de abuso sexual das suas filhas, todas menores de idade, que desde ontem (14), após denunciarem os abusos do pai, estão na Casa de Passagem do município.

Quando prestava depoimento para a escrivã, inesperadamente Francisco Costa atacou Loane Maranhão com uma faca. Ouvindo os gritos da colega, a investigadora teria ido ao socorro da colega e também foi atingida pela fúria do homem. Loane faleceu pouco tempo depois. Já a investigadora, foi levada para o Hospital Geral do Município e, apesar dos ferimentos graves, não corre maiores riscos e seu quadro é estável.

Tudo foi muito rápido e o gari saiu em disparada do local logo após o bárbaro crime. Acionada, viaturas da PM saíram na procura do assassino, que foi capturado próximo a sua casa, na Rua Rio Branco, bairro Volta Redonda.Visivelmente transtornado, o assassino falava palavras desconexas no momento da prisão.Falei com algumas pessoas que conheciam Francisco Costa no trabalho do Samal e todos foram unânimes em afirmar que o mesmo sofre de transtornos mentais.

Colegas chocados

O clima na Delegacia de Polícia é de abalo total. Investigadores, policiais, delegados e demais servidores estão visivelmente emocionados com o triste episódio.A escrivã assassinada era uma profissional exemplar. Educada e atenciosa, ela tinha a amizade de todos os colegas de trabalho.

Fonte: blog do saba
 
 
Fawkes Web e Serviços