Social Icons

22 de out de 2016

Delegado Samuel Morita, em coletiva com a imprensa fala das ações na Delegacia Regional de Itapecuru.

Na manhã da última sexta-feira (21) o delegado da Regional de Itapecuru “Samuel Morita” em coletiva concedida ao radialista e Jornalista Cristiano Dias da Radio Alvorada FM e o Repórter Telmar Felix representando a Rádio 90 FM em nome do Programa Rota 90 na coletiva o mesmo relata diversas ocorrências durante o seu plantão, trabalho este realizado pelo policias em que o acompanhava em seu plantão a onde foram feitas as averiguações necessárias e as intervenções policias que seriam imprescindível.

Roubo de Animais!

A primeira delas seriam o roubo de animais fato este ocorrido na região entre a Polícia Rodoviária Federal do Povoado São Francisco e Miranda do Norte segundo o delegado informa e que existem pesquisas nesta região que tem o grande número de ladrões de animas (gado,ovelha,bodes) animais este que são criados por fazendeiros,sitiantes ou até mesmo pessoas que possuam chácaras  ou que tenha um fundo de quintal e que deseja criar um bicho (porco) as vezes para o próprio consumo ou até mesmo para a venda.

De acordo com o delegado inúmeras denúncias de roubo a animais chegaram ao seu conhecimento fato este que foram feitas as verificações na região do povoado Santa Rosa e região de entroncamento fato este que foi localizado um casal de bodes e cabras em uma das propriedades do Srº Zé Maria e o mesmo foi conduzido até a Delegacia Regional de Itapecuru para o mesmo dessas explicações acerca desses animais que foram encontrados em sua propriedade, segundo o delegado diz antes de conduzi o Srº Zé Maria foram feitas os registro com fotos e levantamentos preexistentes antes de agir onde houve conversas com as vítimas a onde foram descobertos que os animas não pertenciam as pessoas as quais eram proprietárias das casas a onde os animais estavam.

Após a conclusão das investigações o Delegado foi até o local a onde foi constatado junto com os proprietários das casas que eles não eram os donos dos animais e que indicaram os nomes das pessoas as quais compraram esses animais, fato este que foram todos conduzidos até a Delegacia Regional de Itapecuru para prestarem esclarecimentos se e que dá para esclarecer e um crime de furto de animais bem comum na região e que nós estamos tomando as providencias a nível de polícia e a nível de justiça uma vez que será encaminhado os autos de prisão de flagrantes e além dos B.O.C pela fato de terem  menores no meio também para que a justiça tomem as devidas providencias.

Estupro de vulnerável!

O delegado Samuel Morita informa sobre o caso de estupro de uma criança de 03 (anos) de idade segundo o delegado diz que a criança foi lesionada e que até o momento não tem nada confirmado se a criança foi estuprada, segundo o delegado informa que a criança foi fazer um exame chamado exame himenal e o exame de corpo e delito para constata se houve ou não  o rompimento do hímen e que de acordo com o resultado não houve penetração peniana mas de sim de um objeto cortante que ocasionou um sangramento constante e ininterrupto na criança.

Já o delegado acredita que não houve o estupro de vulnerável que este fato estaria incluído no artigo 217 A. Segundo o delgado acredita-se que a criança tenha escorregado e a mesma possa ter se cortado por um objeto cortante a onde houve a introdução no momento em que ela caiu. Criança que está sendo acusada de ser o autor deste crime foi ouvida e que o Delegado não se convenceu de que a criança tenha feito a ato, fato este por ser um adolescente de (12) anos a onde o mesmo está amparado pelo ECA (Estatuto da Criança e Adolescente).

Segundo o delegado informa que os exames vão continuar de ser feitos a criança e que a mesma ainda estar internada no hospital, delegado informa que ainda não conseguimos conversa com ela pois o nosso  trabalho de investigação está incompleto e que ainda será completado quando a criança tiver alta do hospital, o delegado pediu que a equipe do conselho tutelar fosse acompanhado com um policias ao local para tentar achar a calcinha da criança, na lógica do delegado diz que pela calcinha nós saberemos se realmente ela escorregou, pois pela calcinha saberemos se a calcinha está furada.

Segundo o delegado diz que o seu desejo e mostrar um resultado satisfatório e que a prevaleça e que diante deste fato estamos chocados com o que aconteceu com esta criança de apenas 03 (anos) de idade. Acredita-se que o mais breve possível este crime será elucidado se foi acidente ou crime a onde poderemos dar essa resposta visando o esclarecimento perante a sociedade e em especial a família desta criança.

Matadouro irregular

Várias denúncias foram feitas até a Delegacia Regional de Itapecuru sobre a existência de um matadouro clandestino próximo ao povoado santa rosa que funciona a bastante tempo como abate irregular de animais a onde o delegado esteve presente ao local em que foi denunciado a onde a carne era lavada com a agua do córrego (suja e contaminada) que não poderia ser utilizada para a limpeza das carnes em que foram abatidas.

Carne estas que eram consumidas por vários restaurantes que ficam as margens das BRs e que eram abastecidas por este frigorifico clandestino, carnes estar improprias para o consumo e que pela qual ferem as normas do código de defesa do consumidor e da saúde pública que pertence a vigilância sanitária, entre as outras instituições como a AGED.

O delegado e o gestor da AGED estiveram ao local a onde foi determinado o fechamento do matadouro clandestino que estava funcionando irregular, foram encontradas espingardas, escopetas calibre 12 já montada a onde foram encontradas na residência do srº por nome de Cutrim que residia no próprio matadouro e que há informações que o proprietário do matadouro seria o srº Lourival e que teria um açougue localizado no povoado entroncamento a onde a polícia foi ao local citado para trazer o srº Lourival para prestar esclarecimento sob o fato em que o mesma está envolvido sobre as irregularidades da clandestinidade do funcionamento deste matadouro e que ao chegar ao local se depararam com uma espingarda calibre 20 já cerrada que caracteriza crime e que os mesmo está sendo responsabilizados na delegacia com a feitura do auto de prisão em flagrante por da legislação que regulamenta a questão de armas que não autoriza o indivíduo está em posse de armas em casa ainda que seja uma situação de defesa ele não autoriza ao não que tenha uma declaração expressa feita Policia Federal conforme os ditames legais preveem a onde os mesmo estão incluso na posse ilegal de arma de fogo e além do matadouro clandestino.

Informações está extraída da entrevista em áudio concedida ao Programa “Alvorada é Noticias” 
 
 
Fawkes Web e Serviços