Social Icons

27 de nov de 2017

Polícia desmente boato de assassinato do padrasto de Alanna Ludmilla

Rumores de que Robert Serejo, assassino da menina Alanna Ludmilla, de dez anos, teria sido encontrado morto no Complexo Penitenciário São Luís foram desmentidos pela Polícia. A Delegada do Departamento de Feminicídio, Viviane Azambuja, informou que o criminoso segue isolado em Pedrinhas, e que as informações divulgadas nas redes sociais não passam de boatos.

Já são mais de três semanas desde o crime que chocou o Maranhão. Alanna foi estuprada, morta e enterrada no quintal da casa onde vivia com a mãe e o irmão, no Maiobão, pelo ex-padrasto, Robert Serejo. O homem foi capturado quatro dias após ter cometido o crime, tentando sair da capital. De acordo com a Delegada responsável pelo caso, o inquérito policial deve ser concluído até o fim do mês.

De O Imparcial.
 
 
Fawkes Web e Serviços