Social Icons

3 de dez de 2017

Realizadas 163 audiências em Itapecuru e Anajatuba na Semana Nacional da Conciliação

Por Miranda Noticias/MA

Em Itapecuru, foi preparada uma atmosfera toda especial para receber os jurisdicionados, desde a abordagem das partes nos corredores do fórum, quando os servidores explicavam as vantagens de conciliar até os aplausos, Congratulações e entrega de lembranças quando da realização dos acordos.

A 2ª Vara da Comarca de Itapecuru Mirim e a Vara Única da Comarca de Anajatuba cumpriram uma extensa pauta de audiências durante a realização da XII Semana Nacional de Conciliação, promovida pelo Conselho Nacional de Justiça, de 27 de novembro a 1º de dezembro, em parceria com Tribunais de Justiça dos estados e magistrados de todo o país.

De acordo com o levantamento parcial até 28 de novembro, aquelas duas unidades judiciais realizaram 163 audiências processuais. As audiências resultaram na negociação do R$ 931.094,44 em pagamento de valores envolvidos nas questões solucionada por meio de acordo entre as partes.

As audiências resolveram questões de natureza diversas. Em Itapecuru (27/11), as audiências foram relacionadas a processos cíveis, juizado e criminais. Em Anajatuba (28 e 29/11), ações de alimentos e mutirão previdenciário.

As audiências foram antecedidas de medidas incentivadoras, para estimular a disposição das partes e criar o ambiente favorável ao entendimento.

Em Itapecuru, foi preparada uma atmosfera toda especial para receber os jurisdicionados, desde a abordagem das partes nos corredores do fórum, quando os servidores explicavam as vantagens de conciliar até os aplausos, Congratulações e entrega de lembranças quando da realização dos acordos.

Em Anajatuba, das 70 ações previdenciárias incluídas no mutirão, foram realizados 64 acordos para concessão de diversos benefícios, como aposentadoria por idade e invalidez, pensão por morte, auxílio-doença e salário-maternidade, além de 31 acordos em ações que envolvem direito de família.

“O resultado em foi bastante satisfatório, haja vista a resolução de processos por meio da conciliação de forma muito célere. Havia processo ajuizado há exatos 30 dias que foi resolvido no dia da primeira audiência”, avalia a juíza Mirella Cezar Freitas, da 2ª Vara da Comarca de Itapecuru-Mirim, que está respondendo por Anajatuba e preside as audiências.
 
 
Fawkes Web e Serviços