Empreendimentos Portal das Águas/Itapecuru

Empreendimentos Portal das  Águas/Itapecuru
Av.Gomes de Sousa 274 (Centro) Vendas: (098) 98530-6097

Garis correm o risco de serem demitidos por conta de terem realizados manifestações por conta de salários em atrasos

Por Itapecuru Web Radio/Alberto Júnior

Após o protesto contra o atraso dos salários e 13° os garis em contato com o titular deste portal denunciaram a redação por estarem sofrendo perseguição e ameaças e de serem mandados embora a qualquer momento.

De acordo com denúncia feita à este portal, a partir de amanhã, quarta-feira (20), cerca de vinte garis poderão ser demitidos para servirem de exemplo aos outros, por terem iniciado uma greve reivindicando seus direitos na semana passada. Foi exibida uma faixa no muro da prefeitura pedindo o pagamento e alertando que os servidores precisam do dinheiro.

A faixa denunciava que a empresa responsável pela coleta de lixo do município devia dois meses e a prefeitura outros dois, mais o décimo terceiro. A manifestação aconteceu às vésperas da visita do governador do estado e havia rumores de que eles fariam nova manifestação, caso não receberem os salários, para mostrar a realidade do município na presença de Flávio Dino (PCdoB).

Segundo informações, foi proposto pela empresa que os garis abrissem uma outra conta em Santa Rita (provavelmente na CAIXA) e só então receberiam o dinheiro a partir de ontem, segunda-feira (18). Contudo, esta informação não pode ser confirmada até a conclusão desta matéria. Não foi possível verificar ainda se houve pagamento ou não, se todos receberam o que lhes é devido ou apenas uma parte, se cada profissional foi devidamente remunerado ou faltou alguém. Hoje as resposta devem vir à tona.

Se já está ruim com os profissionais trabalhando sem receber, certamente ficará pior com a demissão deles. Há que se chamar atenção do Ministério Público para a denúncia, caso se concretize deve ser apurada visto que a manifestação realizada semana passada cobrava o que é de direito dos trabalhadores que, segundo eles, não recebiam já há 4 meses. A população aguarda as cenas dos próximos capítulos e movimentação do MP.